Sol Última Hora: Incêndios. Empresária contou mais de 80 mortos em Pedrógão Grande

  • (Em atualização)
  • (73) esposo Várzea jantavam na Várzea e fugiram em três carros. N236
  • -
  • esposa Várzea N236
  • -
  • Lopes da
  • filho do Fausto advogado da Misericórdia da Amadora
  • N236 4 -
  • esposa do Miguel N236
  • Mafalda
  • Sábado
  • Ana no CM 5 - António Costa (6) filho do Miguel/Mafalda jogava rugueby no belenenses
  • N236 6 - Joaquim Costa (4)
  • do Miguel/Mafalda N236 7 -
  • Rui Mendes da Silva (48)
  • da Lucília N236
  • Estudou
  • coimbra
  • Observador: "mais familiares" possivelmente 8
  • mulher n/ identificada
  • Fernando, madastra Luís N236 9
  • Luís Fernando Mendes (5)
  • Fernando N236 10 António Lopes (88) esposo Moita morreram abraçados
  • casa, soterrados quando o teto desabou 11
  • Augusta Lopes (87) esposa 12 Sara Costa (35) Vila Facaia (era
  • Figueiró) morreu queimada em casa, deixa um filho
  • 7
  • (Dinis) 13
  • Alzira Carvalho
  • Costa (71) familiar Vila Facaia atropelada ao fugir das chamas
  • sepultada em Vila Facaia 14 Sara Antunes (33)
  • Sesimbra morreu no jardim
  • juntamente com a sogra?? 15
  • Cipriano (59)
  • eram da Amadora empresários
  • Vinha a regressar
  • um jantar em góis
  • dentro do
  • N236 16 Manuel André Almeida esposo eram da Amadora Naturais
  • vale
  • vargo (Serpa), diz
  • Público N236 17 Fernando Abreu (cerca de 60) esposo viviam
  • Monte Abrãao morreram encarcerados no carro
  • N236. iam a PG com frequencia 18
  • Arminda Abreu
  • viviam em Monte Abrãao N236 19
  • Manuel Abreu pai
  • Fernando viviam em Monte Abrãao N236 20
  • Aurora Abreu mãe
  • Fernando viviam
  • Monte Abrãao N236 21
  • (38) esposa do antonio Sarzedas S. Pedro sepultado
  • local (Fábrica Textil Morgado) 22 -
  • (41) esposo da Eliana, irmão do nelson Sarzedas S.Pedro
  • local (Fábrica Textil Morgado) 23 -
  • Nunes (33) irmão do antonio Sarzedas S.Pedro sepultado
  • local (Fábrica Textil Morgado) 24 -
  • (36) amigo Sarzedas S.Pedro
  • local (Fábrica Textil Morgado) 25 Sérgio Machado esposo Escalos Fundeiros desaparecidos desde sábado, morreram. tinham ido à praia da Roca N236 26 - Lígia Sousa esposa Escalos Fundeiros N236 27 - Martim (2) filho Escalos Fundeiros N236 28 - Bianca (4) filha Escalos Fundeiros N236 29 Vitor
  • Pobrais. Pedrógão Grande
  • morto
  • que ardeu na noite de domingo Inf Ondolina Fernandes 30
  • (40) bombeiro 31 Afonso
  • imigrante Colidiu
  • e Sidnel 32 Sidnel/Sidel Belchior (37) tio 33
  • Rodrigo (4)
  • os pais estavam em lua
  • mel em S.Tomé e Principe 34
  • avó Mó Pequena/Nodeirinho Fugiu
  • Bianca
  • , foram encontradas mortas junto a Nodeirinho 35 -
  • Antunes (4) neta Mó Pequena/Nodeirinho 36 Susana/Suzana Marques Pinhal mãe era de Póvoa de S. Iria morreram "juntas". o pai sobreviveu. N236 37 - Margarida Pinhal (12) filha era de Póvoa de S. Iria 38 - Joana Pinhal (15) filha era de Póvoa de S. Iria 39 José Maria Graça esposo de férias em Vila Facaia/Várzea Bobadela, apanhados pelas chamas na N236 40 - São Graça esposa de férias em Vila Facaia/Várzea Era da Bobadela N236 41 Ricardo Martins (cerca de 30) namorado Pobrais morreram num de dois carros, o outro teria mais uma familia N236 (??? - confirmar que família: estão contabilizados???) 42 - Ana Henriques (cerca de 30) namorada Pobrais N236 43 - Jaime Carvalho padrasto do Ricardo Pobrais N236 44 - Fátima Carvalho mãe do Ricardo Pobrais N236 45
  • Nunes (82/83) Avelar ficou
  • 46
  • Maria
  • (78) fugiu de carro, despistou-se, tentou ir a pé,
  • Facaia 47 Mário Carvalho tio Nodeirinho saíram
  • casa para ver como estavam os bens. Funeral na Graça 48 - Diogo Carvalho sobrinho Nodeirinho queimado na berma da estrada
  • Pedrógão Grande 49 Fernando/Eduardo Costa esposo Vilas de Pedro (Figueiró) eram da Pontinha (Odivelas), deixam 2 filhos. N236 50
  • Maria Cristina Costa esposa Vilas de Pedro (Figueiró) N236 51 Luísa Rosa esposa
  • 52 -
  • esposo
  • Lisboa 53
  • filho filho
  • 54
  • (58)
  • ,
  • cama 55 Anabela Silva Lopes de Carvalho Sarzedas do Vasco Sarzedas de S. Pedro 56 Leonor Silva Henriques Sarzedas do Vasco iam no carro da Anabela Carvalho (Inf Hab Local)
  • Armindo Henriques Modesto Sarzedas do Vasco iam no carro da
  • Carvalho (Inf Hab Local)
  • Anabela Esteves (47) vizinho Pobrais morreu queimado no carro c/ a vizinha N236 59 - Anabela Araújo (38) vizinha Pobrais morreu queimada no carro, com todo o ouro e 30.000 euros N236 60 Anabela Quevedo Vila Facaia morreu em Vila Facaia 61
  • (cerca de 60) esposo despistaram-se a tentar fugir de uma aldeia 62 -
  • dos Santos (cerca
  • 60) esposa 63 Manuel Costa tio Nodeirinho encontrado morto junto ao carro 64 -
  • sobrinho Nodeirinho saiu de casa com carrinha e baldes de água - DESAPARECIDO? 65
  • info de habitante local 66
  • Sarzedas de Vasco encontrados dias depois (dia 22 ??? ) 67
  • Sarzedas de Vasco encontrados dias depois (dia 22 ??? ) 68
  • Campelos encontrado na
  • junto a
  • ,
  • depois do incêndio 69 Américo Rodrigues (a recolher informação) EXPRESSO 70
  • 17/7 morreu no hospital 71
  • Presidente da Mesa do SIMAR PS Sacavem - info na pagina oficial 72
  • Rodrigues Medeiro homenageada em pagina oficial do PS 73
  • de
  • Pera info
  • da localidade Atualizado em 23/07/2017 às 17:32
  • Lista de vítimas mortais confirmados na EN236 (O número está em atualização constante)
  • .
  • (73 anos)
  • .
  • (70 anos)
  • . Fernando Rui (48 anos) 4. Luís Fernando (5 anos) 5. Ana Boleo Tomé 6.
  • 7
  • 8. Joaquim (4 anos) 9
  • António (6 anos - esta família de nove pessoas fugiu de casa com a mesa posta para jantar e morreram
  • estrada) 10. Maria Cipriano (59)
  • empresária natural de Serpa vivia na Amadora 11
  • Manuel André Almeida (esposo de Maria) 12. Aurora Abreu (ia com marido,
  • e nora estrear a casa remodelada) 13. Manuel Abreu (esposo de Aurora) 14.
  • Abreu (Monte Abraão,
  • de Manuel e Aurora) 15. Arminda Abreu (esposa de Fernando) 16
  • Sérgio Machado (35 anos - vivia
  • Sacavém tinha ido com esposa e filhos à Praia das Rocas) 17
  • Lígia Sousa (35 anos
  • Sérgio) 18. Bianca (4 anos
  • filha de Sérgio e Lígia) 19. Martim (2 anos -
  • Sérgio e Lígia) 20. Susana Pinhal (41 anos - vivia
  • Póvoa de Santa Iria) 21. Margarida Pinhal (12 anos
  • filha
  • Susana) 22. Joana Pinhal (15 anos - filha
  • Susana) 23. José Maria Graça (68
  • vivia na Bobadela) 24. Maria
  • Conceição Graça (66 anos - esposa de José) 25
  • Ricardo Martins (37 anos) 26. Fátima Carvalho (57 anos - mãe de Ricardo,
  • Pobrais
  • Vila Facaia) 27. Jaime Mendes Luís (52 anos -padrasto de Ricardo ) 28. Ana Henriques (30 anos - namorada de Ricardo) 29. Eduardo Costa (60 anos - era da Pontinha, deixa dois filhos) 30.
  • Cristina (56 anos -
  • de Eduardo) 31. Anabela Silva Lopes Carvalho 32
  • Leonor Silva Henriques (ia no carro
  • Anabela Carvalho) 33
  • Armindo Henriques Modesto (ia no
  • Anabela Carvalho) 34. Anabela Esteves (47 anos) 35. Anabela Araújo (38 anos amiga e vizinha
  • Anabela Esteves fugiam do incêndio no mesmo carro) Note-se que
  • Governo anunciou 47 mortes na EN 236 mas só 38 foram confirmadas nesta lista Confirmados
  • outros locais 36
  • António Lopes (88 anos
  • morreu abraçado à sua
  • debaixo dos escombros da casa) 37. Augusta Lopes (87 anos
  • esposa
  • António) 38. Sara Costa (35 anos
  • morreu em casa deixou um filho
  • 7 anos) 39. Alzira Carvalho da Costa (71 anos - atropelada a fugir das chamas, sepultada
  • Vila Facaia) 40.
  • (38 anos - sepultada
  • de Sarzedas) 41.
  • (41 anos -
  • de Sarzedas) 42.
  • (33 anos -sepultado
  • de Sarzedas) 43.
  • (36 anos -
  • de Sarzedas) 44. Vítor
  • (56 anos - corpo
  • em Pobrais e retirado dia 19) 45.
  • (39 anos - bombeiro) 46. Alphonse
  • (75 anos - emigrante em França) 47. Sidel Belchior (37 anos viajava
  • o sobrinho na estrada de Nodeirinho teve um acidente em consequência do incêndio) 48.
  • (4 anos
  • Sidel) 49.
  • (avó de Bianca, fugiu de casa
  • neta
  • em Nodeirinho) 50.
  • (4 anos) 51.
  • (83 anos - morreu
  • em Avelar) 52.
  • (78 anos -
  • Facaia) 53. Luísa Rosa (cerca
  • 50 anos
  • Lisboa) 54. Sara Antunes (33 anos
  • , nora de Luísa) 55.
  • (cerca
  • 50
  • , cunhado de Luísa) 56.
  • (53 anos - de
  • ,
  • cama)
  • .
  • Quevedo
  • .
  • 59.
  • Anacleto (esposa
  • Manuel) 60. Mário Carvalho (em Nodeirinho) 61.
  • (21 anos esteve desaparecido 8 dias, segundo uma vizinha. Saiu para procurar o tio) 62.
  • 63.
  • 64.
  • 65.
  • (encontrado carbonizado numa
  • em
  • depois) 66.
  • (morreu no hospital, era
  • ,
  • 17/7) 67.
  • 68.
  • 69.
  • (de
  • Pêra, informação da
  • local)

Jornal de Notícias Lista dos 64 mortos de Pedrógão Grande exclui nova vítima

  • , atualizado às 12:19

O Jornal Económico Pedrógão Grande: 300 advogados gratuitos. Zero pedidos de ajuda – O Jornal Económico

  • Miguel Vidal/Reuters

Observador Alijó. Incêndio está "incontrolado" e vai ser declarado Estado de Emergência – Observador

Alijó. Incêndio está "incontrolado" e vai ser declarado Estado de Emergência 80% controlado – Observador

  • "incontrolado" e vai ser declarado Estado de Emergência
  • obrigou ao reforço de operacionais durante a madrugada
  • fala
  • um fogo "incontrolado" e prepara-se para declarar
  • fogo, que já lavra há mais
  • 24 horas
  • avança agora em duas frentes
  • Segundo o comandante operacional
  • ao final
  • manhã desta segunda-feira
  • a situação está
  • "correr favoravelmente"
  • Pedro Nunes deu conta
  • por volta das 12h
  • que
  • que começou na madrugada de domingo
  • tem ainda duas frentes ativas
  • Agrelos e Carlão. As atenções concentram-se nas áreas das aldeias de Carlão
  • Pegarinhos e Santa Eugénia
  • meio da tarde, o fogo aproximou-se
  • casas na localidade
  • Vila Chã, onde queimou alguns terrenos agrícolas, deixando
  • população local assustada com
  • proximidade das chamas. A cerca de 10 quilómetros
  • centro
  • fogo serpenteou algumas habitações
  • mas a situação
  • controlada pelos muitos meios
  • combate presentes. As chamas chegaram às portas da aldeia
  • Santa Eugénia
  • alguns idosos foram retirados
  • suas casas por precaução
  • verificou a agência Lusa
  • Por volta das 13h00 houve também uma deslocação em massa dos meios
  • combate às chamas para aquela aldeia
  • concelho
  • Cinco pessoas foram retiradas das suas habitações
  • em Santa Eugénia
  • mas
  • acordo com o responsável pelas operações no terreno, Pedro Duarte a povoação "nunca esteve em perigo"
  • Segundo o comandante operacional, numa "zona mais próxima
  • frente
  • fogo
  • três pessoas foram retiradas de uma habitação
  • serve
  • acolhimento
  • idosos"
  • ao mesmo tempo que
  • numa outra área
  • por uma questão
  • "prevenção"
  • duas pessoas residentes "numa zona rural
  • deslocadas para o centro da aldeia"
  • dispositivo
  • mantém-se desde o início da manhã
  • com quatro aviões pesados e dois helicópteros ligeiros
  • estando previsto o reforço dos meios aéreos com o Canadair espanhol. No terreno encontram-se cerca de 433 operacionais apoiados por cerca de 131 veículos e oito máquinas de rasto e pelotões do exército. O fumo que envolvia zona pela manhã começou a dissipar-se. O comandante distrital
  • ainda
  • esta
  • Quanto às falhas de comunicação
  • Álvaro Ribeiro disse
  • o elevado número de chamadas provocou "alguns tempos de falha de comunicações, mas nunca inviabilizaram as comunicações entre as equipas, posto de comando
  • sectores"
  • "Quando percebemos que havia um grande tráfego pedimos um reforço
  • o reforço está aí
  • o objetivo é que a rede possa responder a este grande fluxo
  • comunicações"
  • salientou. Para o terreno
  • foi mobilizada uma carrinha com dispositivo SIRESP
  • "Está
  • As chamas já tinham obrigado à retirada, durante a tarde de domingo, de cinco crianças e de seis idosos da aldeia de Chã. Estes habitantes foram transportados para o pavilhão Municipal de Alijó e um bombeiro no local disse que algumas viaturas já tinham ardido, de acordo com a Lusa.
  • Às 20h50, 323 operacionais, apoiados por 97 viaturas e oito meios aéreos combatiam este incêndio. Antes, o autarca local havia dito à Lusa que o fogo estava a aproximar-se de uma adega onde estão guardadas "muitas aguardentes", sendo a prioridade dos bombeiros a proteção deste espaço. Na sequência das declarações do presidente da Câmara de Alijó, a Proteção Civil confirmou que o sistema de comunicações de emergência apresentou falhas neste domingo. Na RTP, Patrícia Gaspar disse ter havido "algumas falhas pontuais" durante a tarde e que tinha sido acionada uma estação móvel que se encontrava estacionada no Porto. A responsável acrescentou que "as comunicações nunca estiveram em causa" e que foram sempre utilizadas "outras redes", entre as quais nomeou a rede operacional dos bombeiros.
  • esta
  • Também
  • distrito
  • Viseu está uma estação móvel
  • "poderá ser
  • imediato acionada"
  • caso necessário
  • fogo
  • Alijó chegou
  • ser dado como dominado
  • depois de ter tido três frentes ativas
  • mas
  • situação voltou
  • complicar-se
  • meio da tarde deste domingo. Um helicóptero ligeiro de combate ao fogo caiu na margem
  • uma barragem
  • quando procedia ao abastecimento
  • água
  • mas o piloto saiu ileso
  • A situação do incêndio está "francamente melhor", mas as chamas ainda não estão, informou a Proteção Civil no ponto da situação feito pouco depois das 08h00 pelo comandante operacional no terreno. Pedro Nunes deu conta de que "não já nenhuma povoação em perigo" e que o itinerário IC5, que esteve cortado no domingo, já reabriu ao trânsito de forma condicionada. A situação está francamente melhor. As condições meteorológicas durante o período noturno favoreceram as operações de combate", indicou o responsável, ressalvando que "o incêndio não está, neste momento, ainda dominado". Pedro Nunes afirmou que o combate a este fogo "tem sido um pouco difícil porque a orografia é complicada, a secura dos combustíveis é complicada", trata-se de "um incêndio com uma intensidade bastante elevada que muitas vezes está acima da capacidade de extinção dos meios de combate". As chamas e o fumo estão a condicionar apenas, em termos de circulação na zona, segundo o ponto da situação feito, "algumas estradas locais e alguns caminhos penetrantes para o fogo cortados".
  • 18h03
  • 80% controlado
  • está com 80% do perímetro controlado
  • decretou Estado
  • reforço de efetivos no terreno e a descida
  • temperaturas permitiram controlar durante a noite
  • 80% do incêndio que lavra e Alijó desde domingo
  • informou esta terça-feira o presidente da Câmara, Carlos Magalhães. Felizmente a noite foi-nos favorável
  • A estratégia que foi disposta
  • resultou com a previsão da descida da temperatura. Houve algum aumento da humidade e as máquinas de rastos que foram colocadas e a técnica do contrafogo tudo isso resultou"
  • explicou o autarca. Num ponto
  • situação feito aos jornalistas às 09h00, foi dito que, face à evolução do incêndio nas últimas horas
  • é expectável que durante
  • manhã se consiga controlar o incêndio
  • Apesar disso
  • anotou o autarca
  • não deixa
  • haver preocupação face à previsível subida de temperatura nas próximas horas. "Todo
  • causa sempre preocupação. Há um ligeiro vento que se está a levantar e a temperatura vai subir. Vamos entrar naqueles momentos críticos
  • lá para o meio dia
  • uma hora
  • que tudo poderá acontecer"
  • observou
  • utilização
  • oito máquinas
  • rasto e ferramentas manuais durante
  • noite ajudou
  • travar a progressão
  • incêndio
  • assinalou
  • comandante operacional distrital de Vila Real. "É um trabalho difícil, porque queremos ancorar o incêndio, isto é
  • terminar o incêndio numa zona onde não haja combustível. Isso
  • a ser feito à custa
  • utilização
  • máquinas
  • ferramentas manuais e iremos promover ações com meios aéreos para arrefecimento
  • pontos quentes"
  • explicou Álvaro Ribeiro
  • As máquinas
  • rasto que estão a atuar o terreno são
  • Exército e outras da Câmara
  • O presidente da Câmara de Alijó
  • Carlos Magalhães
  • decretou na segunda-feira Estado
  • Emergência Municipal por causa do incêndio que deflagrou na madrugada de domingo
  • A Comissão Municipal
  • Proteção Civil esteve reunida esta noite no posto
  • comando instalado na Chã e
  • no final, o autarca anunciou
  • o Plano
  • Emergência Municipal foi ativado. A ministra da Administração Interna foi informada. As chamas aproximaram-se e rodearam algumas aldeias durante
  • tarde de segunda-feira, nomeadamente Vila Chã
  • Francelos
  • Pegarinhos e Porrais, já no concelho de Murça
  • os acessos a estas localidades estão bastante condicionados. Na localidade
  • Vila Chã
  • alguns terrenos agrícolas
  • queimados, deixando a população local assustada com a proximidade das chamas
  • responsável pelas operações
  • Pedro Duarte
  • na
  • "Tem havido algumas situações pontuais. Tivemos uma situação na Guarda
  • com quatro habitações devolutas
  • foram atingidas pelo incêndio
  • uma segunda habitação
  • Mas têm sido situações sem grandes problemas
  • sem danos de maior para a população
  • não há qualquer registo
  • feridos nestes incêndios
  • para já"
  • afirmou Miguel Cruz
  • Está
  • na
  • Bloco de Esquerda questiona novas falhas no SIRESP O Bloco de Esquerda questionou na segunda-feira o Governo sobre novas falhas
  • sistema SIRESP (comunicações
  • emergência),
  • terão acontecido no combate aos fogos em Alijó mas também em Pedrógão Grande. "Confirma o Governo as falhas do sistema SIRESP, reportadas pelas autoridades no local, no incêndio deste fim
  • semana no concelho de Alijó?"
  • perguntam os deputados do Bloco, querendo também saber o tipo de falhas e quanto tempo duraram, que consequências tiveram e que medidas pensa o Governo tomar "para resolver as sucessivas falhas de comunicações da rede SIRESP"
  • primeiro-ministro, António Costa, garantiu na segunda-feira que as falhas na rede SIRESP serão corrigidas e rejeitou que só agora tenham sido descobertos problemas. "[Se] é necessário corrigir, nós obrigaremos às correções
  • forma
  • que tudo funcione a tempo e horas"
  • garantiu António Costa, observando que o Governo tem agora "que obrigar
  • naturalmente, a quem explora esse rede de emergência
  • cumprir as suas obrigações em pleno". Diz o Bloco sobre
  • matéria que à rede SIRESP "têm sido reportadas falhas desde
  • sua implementação, em 2005" e que são "múltiplos e distribuídos no tempo e no espaço os relatos das populações, mas também
  • autoridades
  • falhas do SIRESP
  • muitas das quais com consequências no teatro das operações"
  • 11h46

O Jornal Económico Marcelo convoca Conselhos de Defesa e Estado para discutir segurança – O Jornal Económico

  • . Tags Conselho de Estado Conselho Superior de Defesa incêndios Marcelo Rebelo de Sousa Pedrógão Grande Segurança Tancos
  • .