Correio da Manhã Doente internado com legionella morre em Coimbra - Cm ao Minuto - Correio da Manhã

  • Doente internado com legionella morre em Coimbra

Correio da Manhã TAP vai receber mais 6 aviões e voar para dois novos destinos - Cm ao Minuto - Correio da Manhã

  • TAP vai receber mais 6 aviões e voar para dois novos destinos

Correio da Manhã Salário mínimo sobe para os 580 euros - Economia - Correio da Manhã

  • . Segundo Vieira da Silva, a proposta das confederações patronais que "congelava a legislação laboral" é "uma reivindicação claramente excessiva" e a não assinatura de um acordo sobre o salário mínimo "não invalida nada do que já tinha sido acordado na concertação social". Em causa está "a intenção do Governo de melhorar a negociação coletiva" e a "redução da segmentação do mercado de trabalho", matérias que serão negociadas na concertação social em 2018. O presidente da CIP -- Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva, considerou a "reunião inconclusiva" e lembrou que há matérias que estão no acordo de 2017 por cumprir, defendendo que "não havia qualquer acordo para assinar", mas uma adenda ao atual. "O acordo está assinado", considerou António Saraiva, referindo-se ao documento acordado em janeiro deste ano entre os parceiros, com exceção da CGTP. Por sua vez, o presidente da Confederação do Comércio e Serviços, Vieira Lopes, considerou que a falta de acordo era "um desfecho inevitável", uma vez que "não houve qualquer resposta" às exigências das confederações empresariais. Para o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, "o Governo percebeu que não pode continuar a ceder às confederações patronais" na negociação do salário mínimo. Quanto ao valor de 580 euros, Arménio Carlos considerou o "montante insuficiente" e disse que a CGTP irá lutar para que os 600 euros sejam uma realidade nas empresas através da negociação coletiva. Por sua vez, a presidente da UGT, Lucinda Dâmaso, lamentou a falta de acordo sobre o salário mínimo, sublinhando que "a maioria das partes entendeu que não deveria de ser feito"

Correio da Manhã Aberto inquérito à atuação do MP nas adoções ilegais na IURD - Portugal - Correio da Manhã

  • inquérito-crime
  • "Foi instaurado um inquérito-crime para investigar os factos ocorridos e o enquadramento jurídico-criminal dos mesmos"
  • indicou hoje
  • , observando que a investigação ocorre após o surgimento de notícias sobre aquele assunto. A PGR adiantou que a investigação agora iniciada é dirigida pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa e encontra-se em segredo de justiça. A PGR
  • encontra-se
  • o
  • Na semana passada, o MP havia anunciado a abertura de um inquérito sobre a alegada rede de adoções ilegais de crianças portuguesas ligadas à IURD.
  • inquérito
  • Numa nota à comunicação social
  • [Joana Marques Vidal]
  • se encontra
  • PGR recorda que, na semana passada, já tinha instaurado um inquérito-crime ao caso das adoções relacionadas com a IURD, observando que a investigação resultou de notícias sobre aquele assunto. "Foi instaurado um inquérito-crime para investigar os factos ocorridos e o enquadramento jurídico-criminal dos mesmos", indicou a PGR . A PGR adiantou que esta investigação é dirigida pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa e encontra-se em segredo de justiça. A
  • com
  • ,
  • ,

Correio da Manhã Urban abre sem licença e PSP detém administrador - Portugal - Correio da Manhã

  • . Administração do Urban responde O Grupo K, responsável pelo Urban Beach, respondeu às notícias desta terça-feira sobre o espaço, garantindo que "carecem de qualquer sentido" e que a discoteca "ainda não abriu as suas portas". "O momento de reabertura da discoteca Urban Beach encontra-se em fase de planeamento, não estando previsto que o mesmo ocorra numa segunda-feira ou com um evento privado", é dito. No documento, enviado à comunicação social, a administração garante que se realizou "um evento privado" ontem "em alguns espaços do Grupo K, nomeadamente o Kais Restaurant, o Skones Club e a Adega do Kais". "Por se tratar de um número elevado de convidados que ultrapassou a capacidade desses espaços, um conjunto de pessoas teve que ser deslocado para uma parte do Papagayo Restaurant, onde lhes foi apenas servido o jantar sem transação comercial. A utilização de parte deste restaurante teve a duração máxima de 90 minutos", é referido. A administração adianta, ainda, que "a refeição tinha terminado" quando a PSP chegou ao local, altura em que as autoridades interpelaram o administrador, "que se prontificou de imediato a deslocar-se à esquadra para prestar todos os esclarecimentos necessários"
  • Administração do Urban responde
  • responsável pelo
  • respondeu às notícias desta terça-feira sobre o
  • garantindo que "carecem
  • sentido" e
  • "ainda
  • portas". "O momento de reabertura da discoteca Urban Beach encontra-se em
  • planeamento
  • não estando previsto que
  • mesmo ocorra numa segunda-feira ou com um evento privado", é dito
  • No documento
  • enviado à comunicação social
  • a administração garante que se realizou "um
  • privado" ontem "em
  • Grupo K
  • nomeadamente
  • . "Por se tratar de um número
  • que ultrapassou
  • capacidade desses espaços,
  • conjunto
  • teve que ser deslocado
  • uma parte do
  • onde
  • comercial
  • A utilização de parte deste restaurante teve
  • duração máxima de 90 minutos"
  • é referido. A administração adianta, ainda, que "a
  • terminado" quando
  • PSP chegou
  • local, altura em
  • as autoridades interpelaram o
  • "que
  • Donos negam detenção de administrador e reabertura ilegal
  • proprietário da discoteca
  • recusou hoje que qualquer dos seus administradores tenha sido detido por violação da ordem de encerramento do
  • negando ainda qualquer reabertura do Urban Beach. "As notícias divulgadas por suposta fonte da PSP carecem
  • sentido, sendo certo
  • Urban Beach ainda
  • portas, encontrando-se na
  • final do processo
  • fiscalizações e vistorias por parte das entidades competentes e necessárias à sua reabertura"
  • afirma
  • Grupo K em comunicado hoje divulgado pela sua assessoria
  • Segundo o comunicado
  • na segunda-feira
  • dia 18, decorreu um
  • privado em
  • grupo empresarial
  • "nomeadamente
  • , que por não terem capacidade para acolher o
  • número
  • obrigaram
  • deslocar
  • grupo
  • o
  • no espaço da Urban Beach, "onde
  • comercial" e onde permaneceram, no máximo, 90 minutos
  • "Quando
  • PSP se deslocou ao local
  • já a
  • terminado e as pessoas estavam
  • regressar
  • Kais Restaurant. Foi nesse momento
  • a PSP interpelou um
  • do Grupo K
  • que
  • , explica o comunicado. A nota conclui referindo que a reabertura da discoteca Urban Beach se encontra "em fase de planeamento, não estando previsto que o mesmo ocorra numa segunda-feira ou com um evento privado"